Apoiada pela Fetec-CUT/CN, Débora Fonseca vence 2º turno e será o Caref do Banco do Brasil

Publicado em 04/02/2019 10:31

A candidata também apoiada pelos sindicatos teve 31.294 votos contra 14.366 do concorrente e representará os funcionários no Conselho de Administração do BB

 

A candidata Débora Fonseca, apoiada pela Federação dos Bancários do Centro-Norte (Fetec-CUT/CN) e a grande maioria dos sindicatos, venceu a eleição em segundo turno e será a Conselheira de Administração Representante dos Funcionários (Caref), o órgão máximo de decisão do Bando do Brasil. Débora, que já havia vencido o primeiro turno, obteve 31.294 votos contra 14.366 do executivo do banco Jair Miller. O segundo turno foi realizado entre 25 e 31 de janeiro.

Militante de base na cidade de São Paulo, Débora Fonseca é bacharel em Comunicação Social, tecnóloga em Gestão de Recursos Humanos, com MBA em Gestão Bancária e Finanças Corporativas, CPA-10 e CPA-20. Ela vai suceder Fabiano Félix, que também tinha o apoio do movimento sindical.

Débora tem o compromisso de trabalhar em sintonia com as entidades sindicais na defesa e no fortalecimento do Banco do Brasil como instituição pública, bem como com a defesa dos trabalhadores bancários, de seus direitos e interesses.

“A vitória da colega Débora Fonseca é muito importante para todos nós porque ela vai colocar seu mandato para atuar em sintonia com as entidades representativas do funcionalismo na defesa dos direitos dos bancários e do papel público do Banco do Brasil, ameaçado pelo governo Bolsonaro e pela agenda ultraliberal do ministro da Fazenda Paulo Guedes voltada para atender aos interesses do mercado financeiro”, comemora Cleiton dos Santos, presidente da Fetec-CUT/CN e funcionário do Banco do Brasil.

O Caref é o representante dos funcionários no Conselho de Administração do BB. Entre suas atribuições está a fiscalização da execução da política geral de negócios e serviços do Banco. O Conselho de Administração é composto de 8 membros, sendo 5 indicados pelo governo, 2 pelos acionistas minoritários e mais um eleito pelos funcionários. O Caref participa de todas as decisões, exceto daquelas que dizem respeito à remuneração e benefício dos funcionários.

Débora venceu em todos os Estados da Federação e no DF. Ela já havia sido a mais votada no primeiro turno, realizado entre os dias 2 e 8 de janeiro com a participação de 127 candidatos.

Fonte: Fetec-CUT/CN