Bancários lutam por vacina para todos e prioridade para categorias que realizam serviços essenciais

Publicado em 06/05/2021 08:49

Bancários lutam por vacina para todos e prioridade para categorias que realizam serviços essenciais

Sindicatos de todo o país atuam pela prioridade para evitar contaminação dos trabalhadores e propagação da doença para quem necessita dos serviços essenciais

Com a campanha de vacinação contra a Covid-19 em andamento, sindicatos dos bancários de todo o país têm tem atuado para cobrar de parlamentares, prefeituras e dos governos estadual e federal a vacinação para todos e a inclusão de categorias que realizam serviços considerados como essenciais para a sociedade, como os bancários, como prioridade no Plano Nacional de Vacinação.

“Defendemos vacina para todos e que os serviços essenciais, como o dos bancários, que tem possibilidade de transmissão do vírus pela característica da atividade econômica, sejam incluídos como prioridade no Plano Nacional de Imunização”, explicou o secretário da Saúde do Trabalhador da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Mauro Salles.

Belo Horizonte

Um dos sindicatos que atua neste sentido é o Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região. Em março, antes mesmo de ser decretada a “fase roxa” no estado de Minas Gerais, o sindicato enviou carta às prefeituras de todos os municípios de sua base para pedir mais proteção aos trabalhadores e prioridade na imunização.

Além disso, solicitou apoio da deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT), que apresentou um requerimento na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) cobrando a inclusão da categoria bancária nos grupos prioritários do estado.

“Pensando na saúde da categoria e de toda a sociedade, atuamos em diversas frentes para garantir mais medidas de proteção e prioridade na vacinação de bancárias e bancários. Conseguimos o apoio de diversos parlamentares e algumas emendas já tramitam no Congresso Nacional. Continuamos mobilizados para defender a vida”, afirmou o presidente do sindicato, Ramon Peres.

Com base na petição da deputada Beatriz Cerqueira, a entidade entrou em contato com os senadores e com o governador de Minas Gerais para cobrar a imunização contra a Covid-19 para bancárias e bancários.

O sindicato também está realizando um abaixo-assinado online neste sentido. Quem quiser assinar o abaixo-assinado, basta acessar este link.

Fonte: Contraf-CUT, com informações do Seeb/BH