Em carta, governadores da Amazônia Legal alertam para falta de leitos de UTI e pedem retomada de auxílio emergencial

Publicado em 08/02/2021 15:27

Em carta, governadores da Amazônia Legal alertam para falta de leitos de UTI e pedem retomada de auxílio emergencial

Revista Fórum
Plinio Teodoro

Em carta à nação brasileira divulgada neste domingo (7), nove governadores de estados que fazem parte do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal alertam para a falta de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) para tratamento de pacientes com Covid-19 e pede ao governo Jair Bolsonaro (Sem partido) que retome o pagamento do auxílio-emergencial.

“Enfatizamos que, neste momento, é vital a retomada da habilitação de leitos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), sob pena de se agudizar o problema do subfinanciamento em meses decisivos no enfrentamento à pandemia”, diz a carta.

O documento foi enviado a Bolsonaro, que pediu para que os governadores encaminhem para os Ministérios da Saúde e da Cidadania.

O texto faz um alerta sobre o agravamento da crise econômica e pede a retomada do auxílio emergencial.

“Temos a expectativa de que ocorra a retomada imediata do auxílio emergencial, pois a persistência da pandemia gera múltiplos efeitos econômicos e sociais, demandando medidas compensatórias para as famílias”, diz o texto.

Assinam a carta o presidente do Consórcio, governador Flávio Dino (MA), e o governadores Gladson Lima, Waldez Góes (AP), Wilson Lima (AM), Mauro Mendes (MT), Helder Barbalho (PA), Marcos Rocha (RO), Antônio Denarium (RR) e Mauro Carlesse (TO).

Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o SUS chegou a ter mais de 23 mil leitos habilitados no pico da primeira onda da pandemia e agora são pouco mais de 3 mil.

Em Ofício do dia 29 de janeiro, assinado pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, a pasta pediu ao Ministério da Economia a liberação de R$ 5,2 bilhões para enfrentar a Covid-19 em 2021 para custeio de serviços de atenção especializada, “especialmente leitos de UTI”.

Leia a íntegra

CARTA DA AMAZÔNIA À NAÇÃO BRASILEIRA

Pela retomada imediata da habilitação de leitos SUS e outras medidas urgentes frente à pandemia na região. Senhoras e Senhores,

  1. Em nome da Amazônia brasileira, nós, governadores da Amazônia Legal, dirigimo-nos a todos para agradecer a solidariedade com a nossa população, em face do difícil momento que atravessamos, notadamente com a sobrecarga dos sistemas hospitalares. Destacamos, em especial, o empenho de todos os Estados brasileiros e dos seus profissionais que estão recebendo e cuidando de pacientes oriundos da nossa região.
  2. Enfatizamos que, neste momento, é vital a retomada da habilitação de leitos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), sob pena de se agudizar o problema do subfinanciamento em meses decisivos no enfrentamento à pandemia.
  3. Do mesmo modo, temos a expectativa de que ocorra a retomada imediata do auxílio emergencial, pois a persistência da pandemia gera múltiplos efeitos econômicos e sociais, demandando medidas compensatórias para as famílias.
  4. Certos de contarmos com a célere resposta do Governo Federal e com o apoio das autoridades brasileiras, agradecemos os esforços de todos.

FLÁVIO DINO Governador do Estado do Maranhão Presidente do Consórcio

GLADSON DE LIMA CAMELI Governador do Estado do Acre

ANTÔNIO WALDEZ GÓES DA SILVA Governador do Estado do Amapá

WILSON MIRANDA LIMA Governador do Estado do Amazonas

MAURO MENDES FERREIRA Governador Estado do Mato Grosso

HELDER ZAHLUTH BARBALHO Governador do Estado do Pará

MARCOS JOSÉ ROCHA DOS SANTOS Governador do Estado de Rondônia

ANTONIO DENARIUM Governador do Estado de Roraima

MAURO CARLESSE Governador do Estado do Tocantins”