Uma única agência do Banco do Brasil em Rondônia pode ter dez casos de Covid

Publicado em 28/06/2021 09:03

Uma única agência do Banco do Brasil em Rondônia pode ter dez casos de Covid

Após muita pressão do Sindicato dos Bancários de Rondônia para que o Banco do Brasil adotasse medidas efetivas para conter o ciclo de contaminação pela Covid-19 entre os funcionários da agência BB Cacoal, na região central do Estado, a administração em Rondônia aceitou os argumentos e começou a tomar as providências necessárias.

Uma denúncia encaminhada na quinta-feira 24 para o diretor do Sindicato Cleiton dos Santos, que é funcionário do BB, dava conta de que seis funcionários já estavam afastados por Covid-19 e mais um havia solicitado a dispensa do trabalho por suspeita da doença. Na manhã desta sexta-feira 25 outros três funcionários da agência solicitaram dispensa do trabalho pelo mesmo motivo.

A reclamação foi apresentada a Super RO e a Gepes para que medidas efetivas fossem adotadas, pois as ações desenvolvidas até então mostraram-se ineficazes. Cleiton cobrou que o banco suspendesse as atividades na agência para realizar a desinfecção da dependência e a testagem de todos os bancários que estão em trabalho presencial.

Reforma da agência

Além dos casos de Covid, a agência passa por uma reforma que segundo relatos dos funcionários, além de trazer sérios transtornos, na hora do expediente, por causa do barulho causado pela obra e da poeira, nem sempre as estações de trabalho dos bancários estão plenamente prontas para serem usadas. Para piorar, os operários da obra circulam dentro da agência sem máscara, o que pode ser um problema que contribui para o agravamento do quadro de contaminação de Covid na dependência.

“Estamos diante de um quadro alarmante para o conjunto de funcionários, sobretudo por tratar-se de uma agência que perdeu um trabalhador de seu quadro funcional para a Covid há pouco mais de dois meses, e todos estão muito abalados ainda,” finaliza Cleiton.

Fonte: Fetec-CUT/CN, com Seeb Rondônia