Negociações com os bancos avançam nas cláusulas sociais e continuam nesta sexta-feira 24 de manhã

Publicado em 24/08/2018 09:32

Pressão dos bancários forçou bancos a recuarem da intenção de retirar direitos conquistados em dezenas de anos de luta

Na nona rodada de negociação da Campanha 2018, iniciada nesta quinta-feira 23 de agosto, em São Paulo, a Fenaban recuou de postura intransigente de retirar direitos sociais da categoria que estavam assegurados na Convenção Coletiva de Trabalho, como o pagamento da PLR para bancárias em licença-maternidade e para trabalhadores afastados por licença-saúde. As negociações com o Comando Nacional dos Bancários foram interrompidas no final da noite e prosseguem na manhã desta sexta-feira 24.

Também está mantida a cláusula 5ª da Convenção Coletiva, que prevê o pagamento do salário substituto, e a cláusula 10ª, do adicional de insalubridade e periculosidade.

A negociação desta sexta será centrada nas cláusulas econômicas e na redação de outras cláusulas sociais e referentes a saúde e condições de trabalho. O Comando Nacional rejeitou a proposta apresentada pela Fenaban na terça-feira 21 de 0,5% de aumento real no salário e demais verbas salariais.

Depois da rodada com a Fenaban, serão retomadas as negociações específicas com o Banco do Brasil e com a Caixa Econômica Federal.


Fonte: Fetec-CUT/CN, com Contraf-CUT