Pesquisa aponta rejeição dos brasileiros à privatização da Caixa, apresenta revista

Publicado em 19/03/2021 10:01

Pesquisa aponta rejeição dos brasileiros à privatização da Caixa, apresenta revista

“A privatização da Caixa sofre a maior rejeição dos brasileiros, entre as dez estatais analisadas na pesquisa: 44% são contra a desestatização, enquanto 21% se dizem a favor e 21% não souberam responder”. O trecho em destaque é de matéria publicada pela revista Exame, intitulada “Para 41%, privatização dos Correios tem que sair”, publicada em nesta terça-feira (16), que apresenta o resultado da mais recente pesquisa Exame/IDEIA, em levantamento que ouviu 1.200 pessoas.

Os brasileiros sabem a importância da Caixa para o desenvolvimento do país, avaliou o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sergio Takemoto. Segundo ele, o posicionamento da população observado na pesquisa é um reconhecimento do papel da Caixa em sua função social. “As pessoas percebem que a Caixa funciona muito mais que um banco. A missão da Caixa é proporcionar a realização dos sonhos das pessoas. É na Caixa onde as pessoas realizam o sonho de comprar sua casa própria, de cursar uma faculdade e ter a esperança de um futuro melhor. É a Caixa o banco de todos os brasileiros”, afirmou.

O texto esclarece que há temor de privatização, especialmente, em relação à bancos públicos como a Caixa Econômica Federal, que pratica juros de financiamento da compra de imóveis menores do que aqueles do mercado em geral. Por esse motivo, a privatização da Caixa sofre a maior rejeição dos brasileiros entre as dez estatais analisadas na pesquisa.

Tendo em vista esse termômetro que é a aceitação popular, Takemoto ressaltou que o fato reforça a luta legítima da Fenae e das entidades sindicais e associativas dos empregados, representadas pela Contraf/CUT.

O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre os dias 8 e 10 de março, informa a matéria, justificando que a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa é da Exame/IDEIA, projeto que une Exame Invest Pro, braço de análise de investimentos da Exame, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. A qual disponibiliza o relatório completo.

A matéria traz uma avaliação de Maurício Moura, fundador do IDEIA. Segundo ele, o número de brasileiros favoráveis às privatizações tem aumentado ao longo do tempo, muito em função de escândalos de corrupção. “Mesmo assim, o tema continua polêmico, por uma série de motivos que vão do corporativismo do funcionalismo até a preocupação que certas estatais poderão perder o objetivo social”, ressaltou Moura.

Ainda de acordo com a publicação, em geral, os brasileiros com maior escolaridade e renda costumam ser mais favoráveis às privatizações.

Veja aqui os números completos.

Por: Fenae